CHAMPANHES DE SOUSA

Representante da terceira geração, Erick DE SOUSA dirige a exploração familiar desde 1986. O vinhedo está localizado nos melhores solos classificados Grands Crus de Chardonnay: Avize, Oger, Cramant, Le Mesnil sur Oger, mas também de Pinots Noirs: Aÿ e Ambonnay.

Tendo iniciado há vários anos um processo de agricultura biológica, a Casa DE SOUSA obteve a sua certificação em 2010, o que garante aos consumidores o respeito das regras estabelecidas.

A Casa DE SOUSA proíbe-se o uso de pesticidas, adubos químicos, herbicidas, em vez disso, para proteger as vinhas, utiliza matérias activas naturais (plantas e minerais). Isto com a finalidade de obrigar as vinhas a irem buscar o mais profundo possível os oligoelementos específicos a cada tipo de terreno, afim de transmitirem características próprias a cada cuvée das diferentes gamas.

Para evitar uma compactação exagerada dos terrenos, uma parte do vinhedo é trabalhada com cavalos. Por outro lado, todos os anos no Outono, efectua-se uma adjunção de composto orgânico com a finalidade de fortalecer as micorrizas.

Uma das particularidades da Casa DE SOUSA é ter conservado um número importante de vinhas velhas com mais de 50 anos, com algumas parcelas, ainda plantadas pelo Avô de Erick DE SOUSA e que têm hoje mais de 70 anos.

A principal vantagem das vinhas velhas é possuírem raízes mais profundas (entre 35 e 40 metros) num solo calcário e assim irem buscar um máximo de mineralidade. Por outro lado permite também um controlo natural do rendimento das vinhas assim como da maturação e concentração das uvas. A partir destas vinhas velhas, Erick DE SOUSA fez um cuvée especial, o Cuvée des CAUDALIES.

Os Champanhes da Casa DE SOUSA bonificam-se nas caves de origem calcária entre 36 e 60 meses para que ganhem em matéria.

Todo o cuidado trazido à cultura do vinhedo, à vinificação, à elaboração dos diferentes cuvées, assim como ao seu prolongado envelhecimento, valeram à Casa DE SOUSA ser selecionada pelo melhor escanção do mundo de 2007 Andreas Larsson, e assim beneficiar do selo A.L.S. (Andreas Larsson Selection).






HISTÓRIA

Os acasos da Historia têm, por vezes, efeitos inesperados…
De todos os contingentes estrangeiros chamados a juntar-se aos Aliados durante a Primeira Guerra Mundial, o Corpo Expedicionário Português é, sem dúvida, o mais desconhecido.
No entanto, foram 56.000 os portugueses que participaram no esforço de guerra. Entre esses bravos encontrava-se o soldado Manuel DE SOUSA, natural de Arouca distrito de Aveiro.

No fim da guerra e regressada a paz, Manuel DE SOUSA regressa a Portugal para junto da sua mulher que tinha ficado no país. Infelizmente a situação em Portugal estava longe de ser brilhante e o seu pequeno negócio soçobrou.
Durante o tempo passado em França, Manuel tinha estabelecido algumas relações. O país estava exangue e havia falta de mão-de-obra para relançar a economia destruída pela guerra. Com a sua mulher e o filho António, acabado de nascer, ele decide abandonar Portugal para se instalar em Avize, na região da Champagne.

Pouco a pouco ele começa a trabalhar à força dos seus braços. É vê-lo todos os dias, com a sua carroça carregada com essa boa terra amarela, reputada como rica em ferro, que ele vai arrancar dos bosques de Avize e espalhar sobre as terras das vinhas.
Infelizmente a doença leva-o prematuramente, tinha então 29 anos.

No entanto, o destino não tinha dito a sua última palavra. Entretanto, António tinha crescido. Uma boa estrela põe Zoémie BONVILLE, filha de uma família de viticultores bem estabelecidos na Champagne há várias gerações no caminho de António. Um casamento assinalará o início de uma "succes story" que perdura até hoje sob o nome Champagnes DE SOUSA e tudo leva a pensar que ela continuará para além da 4ª geração.

Regularmente elogiados pela imprensa especializada, comprar Champanhes DE SOUSA é um feito, tão grande é a procura! É preciso dizer que o vinhedo está situado nos mais belos terrenos champanheses e que 3/4 das vinhas têm mais de 45 anos. Erick DE SOUSA efectuou progressivamente uma conversão para agricultura biodinâmica: o trabalho na vinha efectua-se no respeito da natureza e do ambiente, com o objectivo de transmitir aos Champanhes fineza, elegância e vivacidade, a máxima expressão destes magníficos solos.

Em 2004 é criada uma nova gama de Champanhes sob o nome Zoémie DE SOUSA.
Uma história de FAMILIA…






PRÉMIOS

Mais de 90 medalhas e recompensas obtidas durante os últimos
25 anos em diferentes concursos e certames.
Concours des Chardonnays du Monde
Concours Mondial de Bruxelles
Concours des Vinalies Nationales et Internationales
Challenge International du Vin


Frequentemente eleito pelas publicações da especialidade
e guias profissionais, dos quais se podem destacar:
Wine Spectator
La Revue du Vin de France
Guide Gilbert & Gaillard
Guide Bettane & Desseauve
Guide Dussert-Gerber
Guide Gault & Millau
Guide Veron
Guide Euvrard-Garnier


MEDALHAS:
Decanter World Wine Awards 2014
MEDALHA OURO, PRATA E BRONZE

Decanter Asia 2014 World Wine Awards:
MEDALHA BRONZE; MEDALHA DE RECOMENDAÇÃO

Challenge International 2013
MEDALHA DE OURO

Challenge to the Best French Wines for USA, Miami 2011
MEDALHA DE PRATA

2007 Vins du Monde
VINALIES DE PRATA

Concours Mondial de Bruxelles 2007
MEDALHA DE PRATA

23e Vinalies 2005
PRÉMIO DE EXCELÊNCIA; PRÉMIO VINALIES

Concours Mondial de Bruxelles 2004
MEDALHA DE OURO


Vins du Monde 2003
VINALIES DE PRATA

Chardonnay du Monde 2002
MEDALHA DE OURO

Challenge International du Vin 2000
MEDALHA DE OURO

CARRINHO
Total
0 €
Ver Carrinho